fevereiro 12, 2010

Abolicionismo, Especismo, Direitos animais, Veganismo, Libertação Animal

ABOLICIONISMO




Direitos Animais. Teoria Abolicionista em 6 pontos principais
© Gary L. Francione


1. Todos os seres capazes de sentir (seres sencientes), humanos ou não-humanos, têm um direito: o direito básico de não ser tratados como propriedade dos outros.


2. Nosso reconhecimento desse direito básico significa que devemos abolir, em vez de simplesmente regulamentar, a exploração institucionalizada dos animais — porque ela pressupõe que os animais sejam propriedade dos humanos.


3. Assim como rejeitamos o racismo, o sexismo, a homofobia e o preconceito contra as pessoas de idade, rejeitamos o especismo. A espécie de um ser senciente não é razão para que se negue a proteção a esse direito básico, assim como raça, sexo, orientação sexual ou idade não são razões para que a inclusão na comunidade moral humana seja negada a outros seres humanos.


4. Reconhecemos que não vamos abolir de um dia para o outro a condição de propriedade dos não-humanos, mas vamos apoiar apenas as campanhas e posições que promovam explicitamente a agenda abolicionista. Não vamos apoiar posições que reivindiquem supostas regulamentações “melhores” da exploração animal. Rejeitamos qualquer campanha que promova sexismo, racismo, homofobia ou outras formas de discriminação contra humanos.


5. Reconhecemos que o passo mais importante que qualquer um de nós pode dar rumo à abolição é adotar o estilo de vida vegano e educar os outros sobre o veganismo. Veganismo é o princípio da abolição aplicado à vida pessoal. O consumo de carnes (vaca, ave, pescado, etc), de laticínio, ovo e mel, assim como o uso de animais para roupas, entretenimento, pesquisa ou qualquer outro fim, são incompatíveis com a perspectiva abolicionista.


6. Reconhecemos a não-violência como o princípio norteador do movimento pelos direitos animais.


____________________________________________________



O abolicionismo, dentro do movimento pelos direitos animais, é a ideia de que a posse legal de animais não-humanos é injusta e deve ser abolida antes que o sofrimento animal possa ser substancialmente reduzido. A postura abolicionista é a de que concentrar-se no bem-estar animal não apenas não questiona o sofrimento animal, mas também pode, na realidade, prolongar esse sofrimento, ao fazer com que o exercício do direito de propriedade sobre os animais pareça menos indesejável. O objetivo dos abolicionistas é assegurar uma mudança de paradigma no plano moral e legal, por meio da qual os animais deixem de ser considerados propriedade.
Um dos mais importantes escritores abolicionistas é Gary Francione, professor de Direito e Filosofia da Rutgers School of Law-Newark, Estados Unidos. Ele se refere a grupos pelos direitos animais que lutam pelas questões do bem-estar (tais como a PETA – People for the Ethical Treatment of Animals) como os “novos bem-estaristas” ou “neobem-estaristas”, argumentando que a intervenção desses grupos pode fazer o público se sentir mais à vontade quanto a usar animais, o que reforça mais ainda a condição dos animais como propriedade. A postura de Francione é a de que não há, de fato, um movimento pelos direitos animais, nos Estados Unidos.


____________________________________________________


“Especismo é errado porque, assim como racismo, sexismo e homofobia, exclui seres sencientes da plena participação na comunidade moral com base em características irrelevantes. Raça, sexo, orientação sexual e espécie é irrelevante para a capacidade de ser prejudicado. Mas a rejeição do especismo nesse grupo implica a rejeição da discriminação baseada em raça, sexo e orientação sexual.” 


____________________________________________________


A posição dos direitos animais é a de que não temos nenhuma justificativa moral para explorar os não-humanos, por mais “humanitariamente” que o façamos. O objetivo dos direitos animais é a abolição do uso dos animais.


____________________________________________________


Veganismo é uma filosofia de vida motivada por convicções éticas com base nos direitos animais, que procura evitar exploração ou abuso dos mesmos, através do boicote a atividades e produtos considerados especistas.

____________________________________________________



Sem comentários: