maio 29, 2010

ONG protetora dos animais compra ações de 80 empresas para influenciar em decisões



Kraft



A organização de proteção aos animais Peta (Pessoas pela Ética no Tratamento de Animais, na tradução para o português) comprou ações de pelo menos 80 empresas cujas práticas a ONG condena, entre elas o McDonald's e a Kraft Foods.
O investimento faz parte de uma estratégia para diminuir a ocorrência de maus tratos a animais por parte da indústria de alimentos. Tornando-se acionista, a entidade tem o direito de apresentar suas ideias e seus estudos diretamente aos diretores e outros acionistas dessas companhias.
Segundo o jornal britânico Telegraph, a iniciativa parece estar funcionando. Os supermercados Safeway e os restaurantes Ruby Tuesday já concordaram em comprar produtos de fornecedores que pratiquem o abate de maneira mais 'humana', após terem sido apresentados às pesquisas da Peta. Essas empresas também optaram, desde então, por adquirir ovos de galinha e carne de porco de animais criados ao ar livre.
A organização é conhecida em todo o mundo por utilizar táticas pouco tradicionais e muito chamativas para protestar contra os maus tratos a animais. Uma de suas campanhas publicitárias, que condena a indústria de peles, traz celebridades nuas ao lado da frase 'Fique confortável na sua própria pele. E deixe os animais manterem a deles'. Pamela Anderson, Roger Moore e Sadie Frost são alguns dos famosos que já participaram da iniciativa.
Outras estratégias incluem mulheres semi-nuas tomando banho nas esquinas de ruas movimentadas, com o objetivo de chamar a atenção para a quantidade de água utilizada na produção de carne, além de pessoas espremidas em gaiolas para protestar contra a criação em confinamento.


Fonte

Sem comentários: