junho 22, 2011

Diretor da ABIEC diz que “vegetarianismo é coisa de elitista”

Em uma palestra quase emocionada (veja aqui) para empresários do ramo da morte, no Congresso Mundial da Carne, em Campo Grande – MS, o diretor da A$$ociação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes, Fernando Sampaio, atacou diretamente vegetarianos e ONGs que tentam alertar a população sobre os males da carne para os animais, para a saúde e para o planeta. Ele alega: “Vegetarianismo é coisa de elitista, nunca vi um vegetariano pobre” (…) “As pessoas precisam de carne”.

Sabemos que uma alimentação vegetariana pode ser muito mais barata que uma alimentação com carne, mas é fato que hoje em dia, infelizmente, a maioria das pessoas mais simples não sabem disso. Logo, é mais comum ver pessoas esclarecidas e com mais dinheiro optando pelo vegetarianismo. Usando as palavras da amiga Renata Octaviani no Facebook: “Não há nada mais elitista do que um latifúndio”.

São palestras/campanhas/publicações como a do Sr Fernando que tornam a produção de carne cada vez mais direcionada a quem tem dinheiro, ou seja, elitista. Ele mesmo afirma: “As pessoas, quando ganham mais dinheiro, comem mais carne”. Pelo posto que ocupa e pelo montante de dinheiro que o diretor da ABIEC recebe, é natural que ele tenha orgulho de dizer que a produção da carne não faz mal ao planeta nem às pessoas. O que ele diz se opõe ao que dizem as seguintes pessoas e entidades:

ONU
ONU recomenda dieta vegana para combater mudança climática

ADA
Associação Dietética Americana passa a indicar a dieta vegetariana na prevenção de doenças

Carlos Minc (enquanto minnistro do meio ambiente)
“A pecuária hoje é o maior agente de desmatamento da Amazônia”

ONG PLaneta Sustentável
A água que você não vê

Rajendra Pachauri (presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas)
“Comam menos carne”, diz principal cientista da ONU

Dr Julio César Acosta Navarro | cardiologista e nutrólogo do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo
Médico garante que não comer carne não oferece qualquer prejuízo à saúde

Sobre o sofrimento dos animais, ele nem deve pensar a respeito, são só produtos para essas empresas. No muito, deve pensar em “abate humanitário“, para melhorar a qualidade de seu “produto”.

Fonte: Vista-se

Sem comentários: