setembro 04, 2010

A relação entre Junk Food e as drogas

As drogas e os alimentos calóricos podem ter mais aspectos em comum do que nós singelos mortais podemos perceber, quem afirma isso é um grupo de pesquisadores do Scripps Research Institute no estado Flórida, lá nos Estados Unidos.

A pesquisa aponta para um dado importante e curioso: 
os mesmos mecanismos ativados quando há o uso de drogas são ativados também quando acontece o consumo de alimentos ricos em calorias, como por exemplo, frituras e guloseimas, e assim como no caso das substâncias ilícitas, a chamada junk food, não é algo fácil de ser combatido.
O estudo feito com camundongos mostra que com o consumo exagerado desses alimentos partes do cérebro são 
danificadas e param de receber os estímulos, fazendo com que os animais comam cada vez mais. Esse teste foi realizado também utilizando heroína e cocaína ao invés de comida e o resultado foi o igual
.

A pesquisa

O primeiro sinal de que existe o vício em junk food acontece quando os camundongos perderam o controle sobre aquilo que estavam consumindo. O fato de receberem uma pequena descarga elétrica caso ultrapassassem o limite daquilo que podia ser ingerido não impedia que os animais cometessem o pecado da gula.

Os produtos alimentícios utilizados na experiência foram os velhos conhecidos do público que luta contra a obesidade, 
salsichas, bacon, cheese cakes(bolos de queijo recheados) e quando esses eram trocados por opções mais saudáveis os camundongos recusavam.


É pura ciência...


O receptor D2 que responde a ação da 
dopamina relaciona-se com a percepção do prazer, exatamente o que acontece quando o organismo recebe doses de drogas ou então quantidades em potencial de alimentos calóricos, ou seja, quando os itens ditos acima são consumidos, no cérebro é encontrado uma grande quantidade de dopamina responsável por gerar uma sensação prazerosa e que vicia.

Cuidado leitor, se você acha que sua alimentação está uma droga esse é um indicativo de que você pode ser um viciado pois para a massa cinzenta que cabe dentro da sua cachola, pouco importa a diferença entre uma batatinha gordurosa ou usar cocaína, afinal de contas a idéia de lícito ou ilícito não se aplica totalmente dimensão biológica do ser.


Fonte:
 Folha Online

Sem comentários: