julho 29, 2010

Análise encontra insetos vivos em quatro marcas de ervilha

Na hora de comprar ervilhas ou lentilhas fique atento: a análise de qualidade feita pela entidade de defesa do consumidor ProTeste em 20 produtos de diferentes marcas constatou a presença de insetos vivos.

O problema foi encontrado em produtos das marcas Carreteiro, Blue Ville, Fritz & Frida e Kisabor --no caso da Carreteiro, de acordo com a análise, os insetos foram encontrados nas embalagens de lentilha e ervilha; nas demais, apenas nas embalagens de ervilhas.

De acordo com a ProTeste, a análise foi realizada com as marcas de produtos mais representativas do mercado. O teste avaliou nove marcas de lentilha e 11 de ervilhas em grãos. Foram consideradas embalagens plásticas lacradas de 500 gramas. As amostras foram colhidas em dez cidades do país.

Os técnicos inspecionaram as informações presentes nos rótulos, a classificação vegetal (se o produto apresenta defeitos, impurezas e a presença de insetos vivos ou mortos) e fizeram a degustação dos alimentos.

Além da presença de insetos --fato considerado grave pelos pesquisadores-- outro problema encontrado foi a classificação errada do tipo do grão, que varia em uma escala de 1 a 5, indicando a qualidade do produto.

"Houve casos em que o grão era de qualidade pior do que o declarado e também casos em que o grão era melhor do que o informado no rótulo", diz a nutricionista Manuela Dias, da Proteste.

IMPRÓPRIO

A nutricionista e vice-presidente da Asbran (Associação Brasileira de Nutrição), Virgínia Nascimento, explica que a presença de insetos no interior das embalagens inicia um processo de fermentação que compromete a qualidade do alimento.

Caso seja ingerido nessas condições, o consumidor pode ter problemas como a dificuldade de digestão.

"Não chega a ser uma contaminação, mas não faz bem à saúde. O alimento fica impróprio para o consumo porque o inseto provavelmente consumiu parte dos nutrientes das ervilhas ou lentilhas", diz Nascimento.

Sem comentários: