maio 24, 2010

Reflexão...


"Os direitos animais devem ser tão legítimos quanto os direitos humanos e se estender a todos os Animais, não somente aos cetáceos. A vida e a liberdade são direitos intrínsecos a todos os animais. A inteligência não deve servir de ponto de partida para legitimar direitos ou não. Não nos esqueçamos de que muitos seres humanos não se enquadram em níveis de racionalidade plena (exemplo: recém-nascidos, crianças, comatosos, portadores de certos tipos de enfermidade e problemas de ordem neurológica ou cognitiva), e nem por isso são desrespeitados em seu direito à vida. O mesmo peso e a mesma medida ética devem ser aplicados aos Animais Não Humanos. Defender os Animais pelo seu valor intrínseco é mais digno, é reconhecer que a ética plena não possui fronteiras e que a verdadeira justiça não discrimina seus beneficiários."



Sem comentários: