Pesquisar neste blogue

maio 02, 2010

Esperança ao 'Patinhas Online: ' Protesto contra desativação do canil da USP obtém resultados favoráveis


Patinhas Online 
patinhasonline@gmail.com
Atualização e agradecimentos
Pessoal, a manifestação a favor da permanência do Patinhas Online no projeto de adoção realizado com os cães da USP foi um sucesso. Tivemos cerca de 110 pessoas presentes ao ato pacífico para que a Reitoria da Universidade nos ouvisse. Isso em pleno “horário comercial”, quando os voluntários têm que trabalhar, já que não somos desocupados. Imaginem o barulho que podemos fazer e a força que temos para lutar pelos direitos dos nossos peludos.
Sabemos que aqueles que não puderam comparecer estão curiosos para saber o desfecho da situação. Ontem, por força da mobilização dessas pessoas todas, conseguimos ser finalmente ouvidos por alguém que, em tese, faz parte do projeto existente na USP para tratar das questões dos animais abandonados no campus, o Professor José Antonio Visintin, Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia.
Fomos informados a respeito do referido projeto, discutimos qual o papel que a FMVZ teria na questão e, por fim, o mais importante, abrimos um canal de comunicação até então inexistente. Soubemos também que, embora a placa de desativação ainda persista, o canil não será desativado. Infelizmente, o Diretor da Faculdade não pôde nos assegurar a participação do Patinhas Online no projeto (embora tenha dito e repetido diversas vezes que não se opõe e reconhece o trabalho executado hoje pelos voluntários), pois de acordo com ele, a decisão é de toda uma comissão que está cuidando do assunto. Ficou nos devendo então uma resposta por parte da Coordenadoria do Campus.
Conseguimos algumas respostas práticas sobre como seria tal projeto, quem cuidaria da saúde dos cães (FMVZ), quem cuidaria da infra-estrutura (COCESP) e quem cuidaria de todo o dia a dia com os animais e dos trabalhos de adoção e posse responsável (protetores e voluntários) e é nesse ponto que persiste a questão: serão esses “protetores e voluntários” o Projeto Patinhas Online e o Projeto USP-Convive? Não conseguimos essa resposta e nos preocupa que pessoas que não são ligadas à causa assumam isso por motivos que desconhecemos.
Pode parecer pouco o que conseguimos se avaliarmos toda a dedicação que demos a isso, entretanto fica como um voto de confiança. Acreditamos que uma pessoa encarregada de coordenar uma Faculdade conceituada não deixará de cumprir o combinado, que é, basicamente, nos manter informados e endossar nossa participação no projeto. Caso sejamos convidados a participar, o faremos de bom grado, desde que todas as decisões priorizem o bem estar dos cães do campus.
Devemos lembrar que não há nenhuma garantia real, ou seja, continuamos mobilizados e alertas. Existe uma diferença básica entre a visão administrativa de uma Universidade e a visão humanitária dos protetores. Ambas podem caminhar juntas, mas em um determinado ponto não há negociação: a prioridade tem que ser os animais.  
Não queremos ser afastados, pois oferecemos aos cães o suporte emocional que nenhum trabalho institucionalizado poderia oferecer, pois trabalhamos unicamente por amor, sem nenhum interesse oculto. Seria fácil se nos afastassemos do problema – protetores em dificuldades não faltam, existem cães abandonados em todas as partes da cidade e procuramos ajudar a todos que podemos, mas temos um vínculo com estes animais e temos o direito de nos preocupar com o futuro deles. Acompanhamos as histórias de todos desde o início, recuperamos muitos animais que teriam sido simplesmente descartados em uma primeira avaliação (aliás, o mascote dessa campanha deveria ser o Lucky – foi um trabalho árduo recuperá-lo de uma doença classificada como “sem tratamento” e hoje ele se apresenta com plenas chances de ser adotado. E creio que teremos boas notícias em breve para ele).
Gostaríamos também de deixar claro que quando nos referimos à FMVZ, estamos falando da administração. De decisões administrativas e não veterinárias. Quanto aos alunos, só temos a agradecer, pois muitos fazem parte de nosso corpo de voluntários e só acrescentam ao nosso trabalho. Esperamos que todos mantenham o espírito que os motivou a cursar essa faculdade, que tenham foco nos animais, sempre, que sejam idealistas e loucos pelos bichos, assim como nós. Muitos de nós gostariam de estar em seus lugares e não puderam, então vocês representam um pouco de nós no mundo.  
Por fim, gostaríamos de agradecer por toda ajuda e apoio recebidos de nossos voluntários e amigos. Sem vocês sequer teríamos começado com tudo isso. O Projeto todo depende de vocês e pudemos perceber e nos comover com a dedicação. Sabemos que contamos com amigos de verdade nesse meio, pessoas que lutam pela mesma causa e que não querem nada em troca, exceto o bem estar dos animais. Vocês são muito especiais e estão fazendo a diferença no mundo.  
Agradecemos também a cobertura dos meios de comunicação. A lista de notícias e sites que divulgaram o assunto está em nosso blog.
Agradecimento especial às ONGs e grupos de ajuda aos animais que se empenharam em colaborar conosco. Contem conosco sempre que precisarem!
E, claro, voluntários HERÓIS que estiveram conosco e encararam um frio de rachar no começo da noite de ontem, dispostos a ficar até segunda-feira à tarde esperando por uma reunião… lembrem-se de ficar atentos e mobilizados, pois ainda não temos garantias. Foi apenas o primeiro passo, falta todo o resto da caminhada.
Manteremos a todos informados conforme aparecerem novidades. As fotos da manifestação estão em nossa página no orkut e os vídeos em nosso canal no youtube.
Equipe Patinhas Online
www.patinhasonline.com.br
via ANDA

1 comentário:

мαŀų™® ღૐஜ disse...

Voluntários protestam contra desativação de abrigo para cães na USP
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u728709.shtml