abril 12, 2010

Chocolate ou maçã?


Semana de Combate e Prevenção à Obesidade Infantil traz cardápio diferenciado nas escolas municipais





Nada de salgadinhos, doces e refrigerantes na merenda escolar. A opção pelo melhor alimento é sempre a resposta correta  quando o assunto é alimentação  saudável, sobretudo para as crianças.
Um estudo da Organização Mundial de Saúde aponta que uma em cada seis crianças de até 10 anos está com peso  20% acima do ideal. Por isso, a alimentação correta é lição que integra as  atividades diárias das escolas,  reforçada durante a Semana Municipal de Combate e Prevenção à Obesidade Infantil.
Até sexta-feira, as unidades de ensino ganham cardápio diferenciado e atividades que envolvem toda a comunidade escolar.

Quarta-feira, dia de referência para as comemorações da Semana, os alunos dos CEIs (Centros de Educação Infantil)  recebem  lanche natural de atum, cenoura ralada e alface, com um toque de requeijão. Para acompanhar,  suco natural de maracujá.
Já às crianças que frequentam a escola em período integral, almoçam arroz, feijão, frango assado e couve refogada. Salada de alface americana e banana também integram o  cardápio.
“A Semana é um reforço do  trabalho que fazemos durante todo o ano”, explica a técnica em nutrição Enilce de Fátima Lídeo, supervisora da alimentação escolar da Prefeitura de Sorocaba.

Ensinar as crianças a optar pelo alimento mais saudável, lembra, também depende dos pais que devem insistir na  oferta de frutas, legumes e verduras.
Na Escola Ary de Oliveira, no bairro Novo Cajuru, a diretora Mara Souza Branco e a nutricionista Gisele Calefe contam que é necessário reforçar a porção de salada, a grande preferência de alunos como Mateus de Oliveira, 6 anos.  
“Gosto muito de pepino e tomate”, revela, lembrando que seu nome começa com M de maçã. Além da salada, ele e o amigo Tiago Paes, 7, se deliciam com o arroz com frango servido durante a merenda escolar.

O que eu acho:
 As crianças precisam ser educadas da boca para dentro!!!
 Podiam promover também o Vegetarianismo, mais saúde e mais consciência em relação aos animais.

Sem comentários: