abril 12, 2010

Campanha "Segunda sem Carne"




Formato WindowsMedia
Quanto custa um pedaço de carne no seu prato? Se você respondeu o valor da conta do restaurante errou feio.Segundo a Onu-Organização das Nações Unidas, para produzir um quilo de carne são gastos cerca de quinze mil litros de água. A criação de gado também é a grande vilã do desmatamento da Floresta Amazônica, conta a socióloga Marly Winckler - presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira
Entrevista com Marly winckler-presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira:
"Hoje,o principal fator de destruição da nossa floresta é a criação de bovinos e a plantação de soja. Soja para quem? Para gerar ração para os animais também".

Até o aquecimento global é agravado pela indústria pecuária reforça o Secretário do Verde e Meio ambiente de São Paulo:
Entrevista com Eduardo Jorge- Secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente:
"A indústria da produção intensiva de carne é responsável por 17 a 18% dos gases do efeito estufa produzidos pelo homem.É praticamente o equivalente aos gases do efeito estufa produzidos pelo transporte, pelo uso do petróleo.Isso é uma coisa absurda que ninguém sabe. O próprio Ministério da Saúde mostra que o brasileiro precisa equilibrar quantidade e qualidade. come muito sal,muito açúcar, muita fritura, muita gordura e o dobro da carne que deveria comer e ao mesmo tempo come trinta porcento das verduras, dos cereais e dos legumes e frutas que deveria comer.O excesso de carne , principalmente carne processada está vinculado com vários tipos de câncer".

Entrevista com Marly Winckler- presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira:
"As principais doenças, várias que levam à óbito nas sociedades ocidentais estão ligadas à alimentação.Cardiopatias, cânceres, vários cânceres, diabetes que é uma doença penosa e bastante comum na população, colesterol"
Estes são alguns argumentos para sustentar a campanha "segunda sem carne" ,lançada em São Paulo pela Sociedade Vegetariana Brasileira ,com apoio da Secretaria municipal do Verde e Meio ambiente.A idéia do movimento que já acontece nos Estados Unidos, Bélgica e Inglaterra vai além de abrir mão da carne num dia da semana. É preciso ter acesso a informação, para refletir sobre o impacto do consumo excessivo de carne na nossa vida , na vida dos animais e na vida do planeta.
Infomações sobre Campanha "Segunda sem carne"

Sem comentários: