janeiro 14, 2010

Projeto de lei quer proibir comércio de pele de chinchila


Tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados o PL 5956/09, por meio do qual o Dep. Ricardo Tripoli, autor do projeto, pretende tornar proibido o abate de chinchila para o comércio de peles no Brasil. Segundo consta da justificativa apresentada pelo Deputado, “A questão que se coloca neste projeto de lei está acima dos interesses comerciais. Sentimo-nos no dever de combater o sacrifício de espécies animais realizado para alimentar única e tão somente a vaidade humana. Por que ceifar a vida desses pequenos animais para confecção de casacos de luxo? Estamos numa época em que a indústria da moda dispõe de tecnologia para produzir roupas de igual qualidade com outros materiais”.



Ainda segundo o parlamentar, a medida visa a promover, na sociedade brasileira, valores em defesa da vida e contra os maus tratos a animais.



Como se trata de um projeto de lei sujeito à tramitação conclusiva, a matéria não necessitará ser aprovada em Plenário, bastando a votação favorável nas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).



O relator do projeto na CMADS é o Deputado pelotense Fernando Marroni. Nos próximos dias, o DDA Pelotas buscará contatá-lo.



Partido Animal



A iniciativa do Deputado Tripoli (PMDB) dá mostras de que a existência de um partido político especificamente envolvido com a condição animal não é imprescindível. Como se sabe, o PMDB nunca teve em sua agenda um comprometimendo direto com os animais, e nem por isso os grupos ativistas deverão boicotar a sua proposta. Ainda que não seja esta a legislação ideal, pois o projeto de lei não veda a matança de quaisquer outros animais também explorados na indústria da moda, há que perceber que o texto abre muitas portas para ações políticas futuras.

E mesmo que não seja vegano, o Deputado peemedebista arremata sua iniciativa enfaticamente com adágio abolicionista: “sentimo-nos no dever de combater o sacrifício de espécies animais realizado para alimentar única e tão somente a vaidade humana”.



Por Anderson Reichow
Defensores dos Direitos Animais em Pelotas

Sem comentários: