dezembro 18, 2009

Natal vegetariano: como sobreviver

A cada ano que passa, sempre que a época natalícia se aproxima grande parte dos vegetarianos e veganos começa a entrar em pânico. Só quando nos tornamos veganos ou vegetarianos nos apercebemos que quase todos os alimentos presentes na ceia de Natal são derivados de animais.


Nesse momento colocam-se algumas questões: O que vou comer na ceia de Natal? Será que na mesa de Natal vai haver algum alimento sem ingredientes de origem animal? O que vou cozinhar para a ceia de Natal em família?

Com algumas dicas e um pouco de boa disposição, o Natal vegetariano vai tornar-se bem mais agradável.

Procura receitas que incluam frutos secos na sua confecção, pois são óptimas para esta altura festiva e geralmente agradam a todas as pessoas. Cozinha legumes das mais variadas formas (cozidos, salteados, grelhados). Substitui o bacalhau e o peru por seitan ou tofu. Faz umas rabanadas veganas ou um tronco de Natal (vê em http://www.centrovegetariano.org/receitas ). Compra um bolo-rei vegano - à venda em lojas de produtos vegetarianos.

Confeccionar pratos variados e coloridos é a melhor forma de mostrar que a comida vegetariana é deliciosa e nutritiva. Podes aproveitar esta ocasião em que, de um modo geral, as pessoas estão mais pacíficas e não gostam de entrar em discussões inúteis para explicares aos teus familiares e amigos o que é o vegetarianismo e que esse tipo de alimentação é mais saudável que uma alimentação à base de carne, fornecendo-te igualmente todos os nutrientes de que necessitas. No entanto, se ouvires piadas desagradáveis ou te parecer que o assunto é uma causa perdida, ignora e mostra o teu bom humor e o quanto a opinião dos outros te é indiferente.

Se moras numa casa com omnívoros, ou se a tua ceia de Natal é junto de familiares que não dispensam o tradicional peru ou o bacalhau cozido, oferece-te para confeccionar um prato alternativo e uma sobremesa vegana. Assim terás oportunidade de mostrar como um prato vegetariano é delicioso ao mesmo tempo que terás a certeza de que não passas fome. Tem atenção para que não te cozinhem alguns legumes juntamente com o bacalhau ou no mesmo tabuleiro que o peru. É importante que os pratos vegetarianos sejam preparados separados da carne.

Também na escolha do vinho um vegano deve ter alguma atenção, pois alguns produtos de origem animal são usados para clarificar os vinhos. Mas a oferta já é variada e é fácil encher a despensa com bebidas alcoólicas (vê http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=246 ). Atenção aos excessos! No entanto, se abusaste não precisas recorrer a medicamentos ou a produtos de origem animal para curar a ressaca. A melhor cura vegetariana para a ressaca é um batido feito com bananas, leite de soja, mel, amêndoas moídas. Coloca tudo no liquidificador e bate.



No que diz respeito à decoração da casa, um amante da natureza também deve ter alguns cuidados. Deve-se evitar azevinho natural nos arranjos para a mesa de Natal, pois é uma planta ameaçada de extinção. Já existem alternativas artificiais, assim como outros arbustos igualmente bonitos.

Também na aquisição de velas, um vegano tem de estar atento, pois a maioria contém gelatina ou cera de abelhas. Em http://www.essenciadomundo.com encontram-se algumas opções veganas.

Na escolha da árvore de Natal, também se deve ter alguma atenção e obter informações de forma a saber se não se está a prejudicar a floresta. Talvez a escolha de um pinheiro artificial possa ser, por vezes, uma opção. No entanto, se escolheres um pinheiro natural, tem atenção ao local onde o vais depositar no final da época natalícia. Podes também optar por comprar um pinheiro num vaso, e depois de Natal plantá-lo.



Na véspera de Natal, antes de ires dormir, não te esqueças de deixar uma torta vegetariana ou umas rabanadas veganas para o Pai Natal. Quem sabe, se ele também não come carne.

"Pode parecer um pouco estranho para alguns mas no futuro o Natal vegetariano será considerado normal. Vai tornar-se uma nova tradição. Muitas pessoas estão mudando os seus hábitos alimentares por compaixão e outras por motivos de saúde. Com tantas "carnes" vegetarianas no mercado hoje em dia, não há necessidade de comer peru. Podem comer-se coisas com a mesma aparência no prato sem matar animais. Hoje isso é mais fácil do que nunca, em grande parte graças a Linda [McCartney].”


(Paul McCartney, patrono da Sociedade Vegetariana)


Referências

Fonte: Centro Vegetariano



Receitas de Natal

Sem comentários: