agosto 05, 2010

Frangos sem penas?!?!??????

Cientista israelita(israelense) cria "galinhas carecas"



Cientistas em Israel provocaram controvérsia ao criar uma galinha sem penas que, segundo eles, cresce mais rápido - e pode ser mais humana.

Os frangos, criados na Universidade Hebraica de Israel, não precisam ser depenados, economizando dinheiro nas granjas.

O professor Avigdor Cahaner, responsável pelo "frango careca", afirma que eles não se adaptariam bem em países mais frios mas, em compensação, estariam bem melhor em países quentes.

No entanto, os críticos acham que as mudanças não beneficiam os frangos e, provavelmente, tornam suas vidas muito pior.



"Raça natural"

O professor Avigdor Cahaner, que liderou o projeto, disse à BBC: "Esta não é uma galinha geneticamente modificada - se trata de um cruzamento natural entre raças, cujas características são conhecidas há 50 anos".

"Estou apenas transferindo as características para frangos de crescimento mais rápido."

"É um frango normal, a não ser pelo fato de que não tem penas", disse ele.

O professor contou que as galinhas são alimentadas intensivamente para crescer mais rápido, o que significa que elas, provavelmente, vão produzir maior quantidade de calor.

Segundo ele, por causa disso, os frangos "sofrem terrivelmente" em países mais quentes.

As galinhas sem penas tendem a ter menos gordura e, provavelmente, a crescer mais rápido, o que melhoraria a qualidade da carne e ajudaria os produtores a economizar dinheiro.

Poluição

Segundo o professor, o fato da galinha não ter penas também ajuda a reduzir a poluição produzida pela grande quantidade de água contaminada com penas e gordura.

Grupos de defesa dos animais alertam que as penas são importantes para ajudar as galinhas a se proteger de parasitas, e que elas provavelmente vão ser "queimadas" pelo sol.

Além disso, os frangos macho podem não conseguir se reproduzir.

Fonte: BBC Brasil

Assista o vídeo:

Ao contrário do que parece, esta galinha não se esqueceu da roupa em casa. Trata-se de uma espécie geneticamente modificada para ser mais benéfica à saúde e ao bolso dos produtores de galinhas.

(Hebrew University)

Como? As galinhas normais de aviário têm tendência a catalizar muita energia no crescimento. Mas nesse processo, o seu corpo aquece muito, pelo que o seu organismo tem de perder alguma dessa energia a libertar calor. É por isso também imperativo que os aviários tenham ventilação suficiente para que as galinhas não morram, especialmente em países quentes. Ora as penas não facilitam este processo. Avigdor Cahaner, cientista da Universidade Hebraica de Israel, descobriu que manipulando geneticamente as galinhas para que não criassem penas facilitava a vida às bichas, que cresciam muito mais, mais frescas, e com uma carne mais saudável. Mas também facilitava a vida aos criadores, criando galinhas amigas do ambiente, que não necessitam de tanta ventilação, que não produzem desperdícios pois as penas são altamente poluentes quando queimadas, e que ajudam a poupar a água usada para as depenar. Escusado será dizer que estas galinhas nuas estão desaconselhadas para climas frios.

Fonte: Público

Sem comentários: