abril 03, 2010

Pouco espaço para muita comida



Será que existe terra suficiente para plantar toda a comida que a humanidade consome atualmente?

Foi pensando na relação entre a produção de alimentos e o uso da terra que a The Way Factory, instituição holandesa que analisa o futuro das cidades, decidiu fazer um estudo usando a ilha deManhattan, ie o centro de Nova York, como exemplo.

Transformada em vídeo, a pesquisa parte de números altos paraanalisar o atual padrão alimentar e mostrar quanto se precisa de espaço para produzir os alimentos do nosso dia a dia.



Numa sociedade desenvolvida, cada pessoa comeria, em média, três quilos de alimentos por dia. Em um ano, são mil quilos. Entre os norte-americanos, o número sobe para 1,2 mil quilos anuais.

Nessa estatística, o consumo de carne bovina é considerado um fator de riqueza, independentemente das diferentes dietas ao redor do mundo. Em um país desenvolvido, como os Estados Unidos, cada pessoa come perto de 500 quilos de carne bovina por ano. Nos países em desenvolvimento, a quantia cai para a metade.

Os números da pesquisa, que contou com a colaboração do escritório holandês de arquitetura MVRDV e da Delf University of Technology, são altos e fazem refletir sobre o quê e quanto comemos.

Para produzir a comida que a população de Manhattan, 1,8 milhão de pessoas necessita-se de uma área correspondente a 150 vezes o tamanho real da ilha.

Os alimentos de origem animal, incluindo as terras para a pastagem do gado, correspondem a mais da metade do total necessário para abastecer Manhattan. Seriam mais de 4 mil quilômetros quadrados apenas para sustentar o consumo de carne de gado.

Se colocássemos toda essa área na vertical, a torre somaria 37 quilômetros de altura. Uma torre só com os alimentos derivados de animais (sem contar frango e peixes) corresponderia a uma torre de 23 quilômetros. Espalhando essa área em todos os prédios da ilha, cada um aumentaria cerca de 200 metros.

Uma alternativa apontada pela The Way Factory são as novas técnicas que substituem a agricultura tradicional. As culturas hidropônicas, por exemplo, são mais eficientes, e a agricultura orgânica traz bem-estar para os animais e mais qualidade para os alimentos.

Mesmo assim, o estudo garante que ainda se precisaria de 46 vezes a área de Manhattan para produzir o que hoje é consumido pela população.

Fica o alerta: falta terra para produzir tanta comida.


Fonte

Sem comentários: