março 25, 2010

Um cão que vive com os animais de estimação humanos

Texto: Pedro Justino Alves

«Gastão vida de cão», da Caminho, é a nova proposta da dupla Rita Taborda Duarte e Luís Henriques. Depois de termos conhecido nos livros anteriores os jovens Fred e Maria, assim como os seus pais e a tartaruga Marília, agora é a vez do leitor conhecer em pormenor a vida de um novo animal de estimação, concretamente o cão Gastão, que, de forma clara e concisa, esclarece como é dura a vida no seio desta família.

«Era uma vez um cão chamado Gastão,
Que morava com cinco
Animais de estimação.»


Está dado o mote para acompanharmos a complicada vida de Gastão com a família que lhe coube o destino. E este é o principal motivo de interesse de «Gastão vida de cão», já que é através da visão dele que (re)conhecemos como é complicada a vida de um animal de estimação.


A inversão de papéis permite ao leitor familiarizar-se com os pedidos muitas vezes absurdos que fazemos aos nossos animais. Pedidos que revoltam Gastão, que procura por isso educar os humanos/animais de estimação:


«Mas para estes bichos,
Que pensam que mandam,
Só teve o Gastão uma solução:
Havia que pô-los, a todos, na linha.
Eles iam ter mesmo de entender
Que com ele não faziam farinha.»


Rita Taborda Duarte mostra ao longo das páginas as frustrações de Gastão, que não consegue convencer nem a tartaruga Marília dos seus intentos. Como refere a escritora… «Pobre do cão, tão triste e carente».
Mas principalmente «pobre» de nós, humanos, já que, através de um texto iluminado, a autora reflecte sobre a relação de poder entre nós e os animais domésticos, mostrando por diversas vezes o ridículo da nossa posição.


A escolha do preto e branco para as ilustrações de Luís Henriques suporta na perfeição o texto. De salientar no entanto a presença do vermelho em todas as páginas, reforçando determinada situação ou objecto, ao mesmo tempo que dá mais força ao conjunto da obra.
via Diário Digital.

Sem comentários: