março 17, 2010

NASA encontra animais vivos 180 metros abaixo do gelo na Antárctida

Washington – Cientistas da NASA descobriram duas espécies animais, vivas, a uma profundidade de 180 metros abaixo do gelo da Antárctida. Esta descoberta vem alterar as teorias sobre as condições nas quais se pode desenvolver a vida.


Em comunicado divulgado hoje, a agência americana norte-americana NASA, revela ter encontrado um «Lyssianasid amphipod», um crustáceo semelhante a um camarão com aproximadamente oito centímetros e uma espécie de medusa com cerca de 30 centímetros. Os animais foram descobertos a cerca de 180 metros abaixo do gelo da Antárctida e em plena escuridão.

A NASA introduziu uma pequena câmara de vídeo através da espessa camada de gelo fazendo descer na profundidade onde reina a escuridão. A cerca de 190 metros, uma pequena criatura aproximou-se e colocou-se sobre a câmara. Logo depois, os cientistas observaram um tentáculo que parecia o de uma medusa.

Até agora, os cientistas acreditavam que apenas alguns poucos micróbios eram capazes de viver nessas condições e esta descoberta levanta uma série de questões às quais os cientistas ainda não sabem responder. Como por exemplo, o que se encontra debaixo do gelo de planetas ou satélites.
(c) PNN Portuguese News Network
via Jornal Digital - Noticias online em tempo real.

Sem comentários: