março 17, 2010

FBI vasculha casa de ativista da Animal Liberation nos Estados Unidos


O FBI conseguiu um mandado de busca na segunda-feira, 15, para uma casa em Salt Lake City, nos Estados Unidos, ocupada por um ativista da Animal Liberation Front (Frente de Libertação Animal).
Peter D. Young, 32, disse que pelo menos oito agentes do FBI chegaram perto das 11h30min. Os agentes levaram computadores, papéis e outros itens que acreditavam estar relacionados a “terrorismo ligado a animais”, Young disse, imitando a linguagem do mandato.
“É importante destacar o fato de que sou alvo apenas por ser uma figura pública na área de direitos animais”, declarou Young na terça-feira.
Um juiz federal em Iowa emitiu o mandado. A libertação de animais de um laboratório da Universidade de Iowa estão sendo investigadas.
Young, que cumpriu dois anos de prisão por libertar minks em fazendas no Wisconsin, disse que não teve nada a ver com as libertações dos animais em Iowa.
“Os advogados estão tão assustados quanto eu”, Young disse. “Tudo indica que o FBI está numa temporada de caça agora”.

Peter Young cumpriu pena de dois anos (Foto: Animals Voice)
Uma porta-voz do FBI em Salt Lake, Debbie Dujanovic Bertram, confirmou que agentes de Salt Lake e de Iowa participaram da batida. “Tudo o que posso dizer é que a busca à residência está conectada a um caso em Iowa”, disse Bertram.
O mandado de busca estava em nome de Young e de seu cúmplice no caso de Wisconsin. Young disse que eles não se falam desde 1997.
Duas outras pessoas são citadas no mandado, mas Young se recusou a identificá-los.
Com informações de The Salt Lake Tribune

via ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais.

Sem comentários: