março 05, 2010

Enfoque para a qualidade da base da vida na Terra

Este ano o tema estabelecido pelas Nações Unidas para o Dia Mundial da Água é “Qualidade da Água”. A data terá como enfoque as condições da água, demonstrando que, no que se refere à gestão dos recursos hídricos, a qualidade é tão importante quanto a quantidade.

Em 22 de Março será realizado, em Nairóbi, no Quênia, um evento para marcar o Dia Mundial da Água 2010, que tem como lema "Água limpa para um mundo saudável". O evento reunirá responsáveis políticos, cientistas e personalidades eminentes para discutir como enfrentar os desafios da degradante qualidade da água em todo o mundo.


As atividades realizadas nesta data terão como objetivo transmitir mensagens sobre a importância da qualidade da água para a sustentabilidade de ecossistemas saudáveis e, consequentemente, para o bem-estar humano.


Saiba mais acessando o site oficial.


Campanha incentiva a conservação da natureza







Devido à capacida
de de estocagem de gás carbônico e liberação de oxigênio, as árvores são muito importantes para o combate ao aquecimento global e também fundamentais para a conservação da biodiversidade e proteção das margens dos rios. Diante desse importante papel, o plantio de árvores tornou-se uma boa opção para as pessoas que querem cooperar, de alguma forma, com o equilíbrio do meio ambiente. No entanto, essa não é a única forma de contribuição. Participar de programas que incentivem o fim do desmatamento e consequentemente protejam as florestas nativas é também um importante apoio.

A Sociedade de Pesquisa em vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) tem trabalhado em uma importante programa para diminuir o desmatamento. A "Campanha Desmatamento Evitado" tem como objetivo trabalhar pela conservação da natureza, ajudando a proteger os últimos remanescentes de áreas naturais no Brasil, como a Floresta com Araucária. Segundo o coordenador do programa, Denílson Cardoso, estima-se que atualmente existam, no Brasil, somente 0,5% de áreas com Araucárias, diferentemente de oito anos atrás, quando o Brasil tinha 9 % de áreas com a espécie.
Saiba mais sobre essa iniciativa que visa combater as mudanças climáticas e proteger o nosso patrimônio natural!

Sem comentários: