janeiro 05, 2010

Livro aborda dificuldade de aceitação de vegetarianos na sociedade

Igor Gonçalves é graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Uberlândia (Foto: Beto Oliveira)

São 25 textos com temas que se voltam para si. O livro Veja-se em mim (Ed. Composer, R$ 10), de Igor Gonçalves, revela um contexto em que faz um alerta sobre a opinião alheia.

Igor Gonçalves é graduado em Filosofia pela
 Universidade Federal de Uberlândia (Foto: Beto Oliveira)

Veja-se em mim ilustra a tentação na qual muitas vezes as pessoas caem pelo fato de se definirem pelos outros, quando se sentem incapazes de se definir por elas mesmas. A obra, de 126 páginas, foi lançada em outubro e está disponível nas livrarias de Uberlândia (MG), tem ilustrações de Maurício Alves da Costa e conta com o incentivo da Secretaria Municipal da Cultura. “O que somos? Somos, cada um de nós, alguém completamente a parte daquilo do que afirmam sobre nós? Que o leitor, vendo-se, julgue-se e, daí em diante, condene-se ou dê a ele mesmo a absolvição”, afirma o autor.

Este é o primeiro livro escrito por Igor Gonçalves, uberlandense, funcionário público e graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Uberlândia. Nas afirmações do livro entram traços do que se observa no mundo humano. “É de fora que se enxerga melhor, e a tristeza é o estado de espírito adequado para que se faça uma boa crítica”, disse Igor Gonçalves. Segundo o autor, o “mim” do título do livro deve levar o leitor a pensar que está lendo sua própria biografia.


Convívio social complicado

No capítulo 8 Igor relata, por meio dos desenhos, o vegetarianismo. Contra o consumo animal, Igor Gonçalves explica que a indústria de carnes não existiria sem seus consumidores. “Hoje, recuso-me a comer um bife ou a participar de um churrasco por respeito ao direito que, penso, têm os animais de viver”, afirmou o autor. Segundo ele, fugir de pratos preparados com carne não é um desafio apenas durante as festividades de fim de ano. Porém, as opções existem, basta procurar. “No mercado encontra-se uma gama de sugestões e cardápios de alimentação sem carne”, afirma.

O principal empecilho para os vegetarianos é ainda conviver e ser aceito pelos carnívoros, diz Igor Gonçalves. “Nossa sociedade acha tão estranha uma festa na qual não haja bebida alcoólica quanto uma em que não se sirva carne”, afirma. Igor acredita que essa não aceitação reflete diretamente na integração social.


Fonte: Correio de Uberlândia

2 comentários:

Igor Gonçalves disse...

Olá, observei que você divulgou no seu blog a matéria publicada no jornal correio de Uberlândia, a respeito do meu livro "Veja-Se em Mim". Criei um Blog, apresentando o conteúdo geral do livro, e estou seguindo você.

http://vejaseemmim.blogspot.com/

мαŀų™® ღૐஜ disse...

http://universoalimentos.blogspot.com/2010/02/veja-se-em-mim-edicao-do-autor.html