dezembro 29, 2009

Pratos vegetarianos cheios de sabor

Sabores de Natal sem peru nem bacalhau



Paul McCartney, patrocinador da Sociedade Vegetariana do Reino Unido, diz que hoje pode parecer estranho a alguns, mas no futuro o Natal vegetariano será uma “nova tradição”. Chefes famosos já preparam ementas gourmet vegetarianas.

Muitas pessoas estão a mudar os seus hábitos alimentares, por motivos de saúde ou por compaixão relativamente aos animais. Com tantas «carnes» vegetarianas no mercado, não há necessidade de comer peru, defende Paul McCartney.



Para o mais famoso dos Beatles podem-se comer coisas saborosas, sem matar animais. Paul recorda, a propósito, o empenhamento da sua mulher Linda, activista da causa, que sempre defendeu os hábitos alimentares vegetarianos.



Contudo, muitas pessoas têm ainda dificuldade em pensar numa ceia de Natal sem os pratos tradicionais, com destaque para o peru assado no forno e o bacalhau, o «fiel amigo» português, confeccionado das mais variadas maneiras, e consideram a comida vegetariana sensaborona.



Se é verdade que um Natal vegetariano implica uma ementa diferente, sem ingredientes de origem animal, nada impede que a ceia espalhe odores apetitosos e tenha sabores variados e apelativos.



Ainda que na ementa de Natal entrem os habituais ingredientes tofu e seitan e soja, a base proteica dos pratos vegetarianos, todos os legumes, ervas de cheiro e especiarias são permitidos.



As receitas com frutos secos são especialmente adaptadas para esta época festiva, bem como as rabanadas (com leite de soja) e os cuscurões são uma boa opção.



Bacalhoada Vegetariana e Bolo de Natal
Para se confeccionar uma bacalhoada vegetariana para quatro pessoas são necessários 600g batatas, 250 gr de seitan, 1 cebola, três tomates, 1 pimento, 1 frasco de leite de coco e azeite q.b.



Na preparação, lavar bem as batatas com pele, cortar em rodelas e cozer. Retira-se então a pele e numa forma untada com um pouco de azeite ou margarina vegana (de origem não animal, forra-se o fundo e as laterais da forma com as batatas. Colocar o seitan em fatias por cima da batata e reservar.



Num tacho, coloca-se um fio de azeite, a que se junta a cebola às rodelas, o tomate picado e pimento. Para apurar o refogado, junta-se o leite de coco. Verter o molho sobre o tabuleiro com o seitan e as batatas e levar ao forno até dourar. Serve-se com couve cozida ou outros legumes da sua preferência.



Para sobremesa, pode confeccionar-se o bolo de Natal cujos ingredientes são 2 chávenas de tâmaras picadas sem os caroços, 300ml de agua (pode substituir-se por 1/4 de brandy ou sherry), 175g de farinha integral, 175g de frutas secas diversas, 2 colheres de chá de fermento em pão, 1 colher de chá de especiarias à escolha e 4 colheres de sopa de sumo de laranja.



Aquecer as tâmaras e a água até que os frutos estejam macios, retirar do lume e amassar com um garfo. Adicionar os restantes ingredientes e misturar bem. Colocar numa forma untada e levar ao forno (170 graus), durante cerca de 1h30.



Depois de o bolo arrefecer, pode-se adicionar uma cobertura de açúcar derretido em água quente a que se adicionam nozes picadas e amêndoas.



Quanto a bebidas, as cervejas portuguesas são veganas, ou seja a fermentação não recorre a produtos animais e nos vinhos também há produtores que trabalham da mesma forma.



A Associação Vegetariana Portuguesa tem no seu site muitas outras propostas, não só gastronómicas mas também de decoração que se adaptam a esta quadra festiva. Para mais sugestões e acompanhamentos pode seguir este link e caso pretende ter acesso a uma compilação de receitas vegetarianas adaptadas da gastronomia tradicional, estão disponíveis aqui.

Sem comentários: